fbpx

Inovação

Keycash capta R$ 185 milhões para expandir o e aumentar volume de operação de crédito com garantia de imóvel

Imobi Report
Escrito por Imobi Report em 26 de outubro de 2021
5 min de leitura
Keycash capta R$ 185 milhões para expandir o e aumentar volume de operação de crédito com garantia de imóvel
Toda semana, no seu e-mail.

Assine gratuitamente a principal newsletter do mercado imobiliário brasileiro.

A KeyCash, fintech focada no Mercado imobiliário, criada a partir de 2017, acaba de anunciar uma rodada de captação de R$185 milhões. Viabilizado por vários investidores – entre eles o Banco Modalmais, que adquiriu cerca de 11% da operação no fim de setembro – o aporte vai dar capacidade para a empresa expandir em área geográfica e ampliar o volume de crédito oferecido aos clientes.

Baseada em um plataforma de Machine learning, a KeyCash atua nacionalmente e já contabiliza cerca de R﹩ 600 milhões em aprovações de créditos com projeção para R$ 3 bilhões em 2025. A Fintech libera até 60% do valor do imóvel em crédito com taxa a partir de 0,82% para pessoas que desejam mudar suas vidas, ter dinheiro na mão para investir em seu negócio, fazer uma reforma ou comprar um imóvel adicional, alavancar projetos pessoais ou até mesmo para pagar dívidas com taxas de juros mais elevadas. O crédito tem efeito de liberar efeito de adrenalina, de estimular as pessoas a produzir.

Pioneiro da internet no Brasil e fundador da KPTL, gestora de fundos que já fez aporte em mais de 100 startups, Paulo Humberg está à frente da KeyCash. “Com essa nova rodada, a companhia entra num rol de empresas que realmente chamam a atenção do mercado. Temos um primeiro produto que é prioritariamente B2B2C, que opera com uma centena de parceiros e com uma grande capilaridade. Somos uma fintech que oferece soluções financeiras para o Mercado Imobiliário”, explica Humberg.

A KeyCash nasceu visando criar tecnologia que pudesse “desatar os nós financeiros do Mercado Imobiliário. Após dois anos desenvolvendo sua plataforma DREAM (Digital Real Estate Algorithm Machine), formada por um núcleo com centenas de robôs e complexos algoritmos de Machine Learning, os processos de avaliação e valoração dos imóveis ficaram simples e um dos mais rápidos e precisos do mercado. Tudo de maneira muito simplificada para o cliente. “O sistema DREAM simboliza o sonho da independência financeira tornando-se realidade. É o motor de nossa Fintech” ressalta Humberg.

Atualmente estima-se que apenas o mercado brasileiro de home equity esteja com uma carteira de R$ 12 bilhões no Brasil. Contudo, o próprio Banco Central projeta que esse tipo de crédito pode alcançar R$ 500 bilhões com o open banking e a evolução do processo de digitalização de registros de imóveis nos cartórios. Segundo esse cálculo, dos R$ 15 trilhões aplicados em imóveis no Brasil, ao menos R﹩ 6 trilhões são quitados e passíveis de uso como garantia. Se imaginarmos uma penetração de 9% do segmento, esse mercado potencial somaria centenas de bilhões.

Segundo Humberg, o aumento recente da taxa básica de juros pelo Banco Central não impactou os negócios da KeyCash. “A demanda vem crescendo, e para nós já ultrapassou R$ 3 bilhões em 2021. Claro, há mais questionamento sobre como funciona o sistema e sobre as garantias. O aumento de juros será momentâneo e proporcionará um arrefecimento leve, porém como crédito imobiliário é o crédito mais barato do mercado, a demanda continuará forte.”, complementa Humberg.

Nos últimos 3 ou 4 meses, a KeyCash teve mais de R$ 250 milhões mensais de demanda de crédito. Estima-se que este mercado deve crescer de 60 a 80% em 2021. “Temos funding próprio, de fundos que captamos. O horizonte indica que estamos num contexto muito favorável. A tecnologia vai melhorando os processos naturalmente. Exemplos como o Poupatempo e a Carteira Digital do SUS, mostram isso e logo os cartórios vão estar completamente digitalizados”, acredita Humberg.

No Brasil, entre os empréstimos para pessoa física, o crédito consignado foi o produto que mais cresceu nos últimos 12 anos chegando a uma carteira ao redor de R$ 500 bilhões. O consignado é muito focado em trabalhadores de classe média baixa, com renda menor que toma o empréstimo colocando o salário como garantia. Por outro lado, o crédito com garantia de imóvel alcança o empregado de renda média, que procura um crédito de longo prazo (até 20 anos para pagar) e com juros baixos.

“Esse cliente não é atendido hoje pelos grandes bancos. Observamos que 68% dos clientes que pedem crédito querem usar o dinheiro para produzir algo, seja investir em um negócio ou reformar um imóvel para valorizá-lo. Se o cliente pegar um crédito consignado, vai pagar cerca de 25% ao ano e um empréstimo com garantia imobiliária custa cerca de 1% ao mês, o que é bem mais viável. É justamente nessa onda que estamos entrando”, detalha Humberg.

A recente participação minoritária do Banco Modalmais é estratégica para ambas as partes. A partir do fim de outubro o serviço de crédito com garantia imobiliária da KeyCash já deve passar a estar disponível para os clientes do Modal. Por sua vez, a base de 1,5 milhão de clientes do banco passa a ser um hub de captação com grande potencial de prospecção para a KeyCash.

Há alguns dias, a KeyCash firmou parceria com o Imovelweb, um dos maiores portais imobiliários do Brasil, para oferecer empréstimo pessoal com condições diferenciadas e usar o imóvel quitado como garantia também naquela plataforma. Assim, o Imovelweb amplia seu portfólio de serviços financeiros, que engloba crédito pessoal, financiamento, seguro fiança, consórcio, leilões e investimentos imobiliário.

Sobre a KeyCash

A KeyCash é uma Fintech especializada em soluções financeiras para o Mercado Imobiliario. O primeiro produto lançado pela Keycash é o crédito com garantia do imóvel, o chamado home equity. A Fintech libera até 60% do valor do imóvel em crédito com taxa a partir de 0,82%. Fundada em 2018 por Paulo Humberg, Clarissa Vieira (ex-EY), Alessandro Silva (ex-Grupo Zap), Caio Deutsch (ex-EY) e Eduardo Tinari (ex-Grupo Zap), a Fintech atualmente contabiliza cerca de R$ 600 milhões em aprovações de créditos com projeção para R$ 3 bilhões até 2025.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x