fbpx

Inovação

Grupo RV traz soluções parceiras, sem o intuito de ocupar o lugar da imobiliária ou corretor

Rodrigo Arend
Escrito por Rodrigo Arend em 14 de dezembro de 2021
4 min de leitura
Grupo RV traz soluções parceiras, sem o intuito de ocupar o lugar da imobiliária ou corretor
Toda semana, no seu e-mail.

Assine gratuitamente a principal newsletter do mercado imobiliário brasileiro.

Diversas empresas ligadas ao imobiliário vêm adotando o conceito de one stop shop, que consiste em um balcão único de soluções completas e integradas. O objetivo é agregar processos e facilitar a vida do cliente, que pode encontrar diversos serviços em um só lugar. Para o Grupo RV, o foco está na parceria junto ao mercado como conhecemos hoje, com atenção especial aos agentes de negócios locais.

O Grupo RV surgiu da integração de empresas que já atuavam sob o mesmo teto da Rede Vistorias, unificando em uma mesma marca a própria Rede Vistorias, a Rede Izee (esteira digital) e a Rede ConfiaX (corretora de seguros).

A ideia do grupo é permitir que corretores e imobiliárias possam se diferenciar no mercado pela experiência oferecida ao cliente. Para isso, a principal ferramenta é a qualificação dos processos – sem “roubar” o espaço que estes negócios já ocupam. Afinal de contas, a experiência de décadas de corretores, construtoras e administradoras locais devem ser valorizadas e potencializadas. 

Conversamos com Enrico Dias, CEO do Grupo RV, para falar sobre as perspectivas e avanços que chegam junto com este reposicionamento.

Imobi Report: Pode contextualizar o objetivo do Grupo RV?

Enrico Dias: Somos parceiros dos corretores, imobiliárias, construtoras e administradoras locais e jamais seremos concorrentes.  Queremos qualificar o mercado já existente, habilitando os agentes a prestarem serviços com tecnologia e celeridade. Entendemos a importância desses agentes locais que construíram a história do mercado imobiliário através de décadas de aprendizado. Estamos ao lado deles, para apoiá-los a crescer e ter uma jornada sólida, sem se preocupar em ter que vender sua carteira para um grande player. 

Imobi: Qual sua visão sobre o modelo de expansão dos players atuais e das movimentações recentes do mercado imobiliário? 

Enrico: Temos um jogo em andamento. De um lado, imobiliárias digitais, empresas de ibuyer e portais, todos trabalhando em uma expansão por meio da compra de imobiliárias e de negócios que tenham informações estratégicas. O Grupo RV joga do outro lado do campo. Nós queremos capacitar e qualificar o mercado. Queremos que as milhares de imobiliárias no Brasil se transformem digitalmente, tenham possibilidade de oferecer crédito, seguros, além da intermediação. Queremos que elas possam competir de igual para igual com os grandes players. O mesmo vale para as construtoras locais, administradoras de condomínio… queremos que tenham acesso às mesmas possibilidades de uma grande empresa nacional.

Por isso, vamos oferecer mais produtos, mais serviços, mais tecnologia para que estes players tenham condição de competir com gigantes. Não digo tudo isso porque somos “bonzinhos”. A questão é abrir os olhos para o mercado internacional e ver que este modelo de incorporar absolutamente tudo no mesmo lugar tem muitas ressalvas. Isso compromete o conhecimento sobre a praça, a personalização. Um exemplo disso é a Zillow nos Estados Unidos. Ela partiu para este movimento de expansão e teve que recuar. Nós acreditamos na qualificação e capacitação dos players existentes e não em uma consolidação do mercado. Em nenhum lugar do mundo foi diferente e aqui no Brasil também não será. O Grupo RV irá contribuir com isso.

Imobi: Como o Grupo RV coloca os pequenos negócios para baterem de frente com os gigantes?

Enrico: O pulo do gato está na experiência diferenciada que os pequenos podem proporcionar ao cliente. Veja o que as imobiliárias digitais oferecem: esteira digital de locação, vistoriador, fotógrafo, corretor em campo, soluções de crédito e seguros. No Grupo RV, temos a esteira digital, temos fotógrafos, temos vistoriador em campo e soluções de crédito e seguros. Mas não temos corretor – e nunca teremos. Então, quando uma imobiliária se conecta com a gente, ela consegue oferecer uma experiência igual ou melhor que nos principais concorrentes. Porque a tecnologia que habilita a experiência digital, ela vai ter. Vistorias, inclusive muito mais detalhada e também visual e funcional, em que testamos tudo que há no imóvel. Seguros, garantias sem fiador, ela terá acesso, inclusive com a aprovação em segundos. Temos uma série de facilidades para ofertar, mas não temos o corretor. Então o corretor, que é o agente local, conhece muito melhor a realidade da região e da cidade, consegue focar no cliente e no atendimento personalizado.

Imobi: Por que a necessidade do reposicionamento do Grupo RV?

Enrico: Somos a empresa que tem mais informações detalhadas de imóveis no Brasil. Já realizamos mais de 290 mil vistorias e superamos os 29 milhões de metros quadrados vistoriados. Temos mais de 3.200 clientes B2B, espalhados por mais de 600 cidades. Estamos constantemente nos adaptando ao que o mercado pede, analisando nossos dados e levando essa inteligência estratégica a nossos clientes.

Quando nosso negócio começou, éramos uma empresa de vistoria focada no mercado de locação. Com o tempo, vimos que, na verdade, nosso negócio era mesmo focar na transação e gestão de ativos imobiliários. Fomos encaixando mais tipos de serviço, pois há muitas etapas antes de chegarmos às vistorias de propriedades de uso, que são aquelas que fazíamos desde o início. Nós vimos esta brecha lá atrás. Agora estamos integrando nossos processos, para que este trabalho seja mais fluido.

Imobi: O cliente já pode sentir os benefícios desta integração?

Enrico: Nossa tecnologia proprietária nos possibilitou criar um painel em que o cliente pode acessar todos os nossos serviços com um mesmo login. Os clientes vinham fazendo algum esforço para se relacionar com as empresas do grupo. Agora, estamos unificando a comunicação, o marketing, a plataforma de tecnologia e nos fortalecendo. 

Imobi: Esta constante adaptação teve movimentos expressivos já no ano passado.

Enrico: Exatamente. A partir da segunda rodada de investimentos, em que entraram a Domo e a Terracota [em setembro de 2020], vimos que precisávamos separar a empresa em três unidades de negócio: serviços, fintech e tech. Com isso, nos posicionamos com a Rede Vistorias, Rede ConfiaX (corretora de seguros) e a Rede Izee (esteira digital). Na unidade de negócios fintech, compramos a corretora de seguros ConfiaX, hoje Rede ConfiaX, e agora estamos estruturando uma empresa para oferecer crédito. 

Imobi: E quais os planos futuros?

Enrico: Além de integrar e qualificar processos em que já somos referência no mercado, teremos novas frentes. Hoje somos intermediários de seguros, mas fomos selecionados pela Sandbox, da Susep, e vamos lançar nossa seguradora: a Rede Seguradora. E também vamos lançar a Rede Credit, braço de crédito para o mercado imobiliário. Vamos ajudar muito o mercado com soluções de crédito, nos quatro momentos principais do ciclo de vida de um ativo imobiliário: projeto, aquisição, execução da obra e propriedade em uso.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x