fbpx

Inovação

4Student e Coliiv se unem para desenvolver o setor de moradia compartilhada no Brasil

Imobi Report
Escrito por Imobi Report em 27 de julho de 2021
4Student e Coliiv se unem para desenvolver o setor de moradia compartilhada no Brasil
Toda semana, no seu e-mail.

Assine gratuitamente a principal newsletter do mercado imobiliário brasileiro.

O mundo já vinha passando por mudanças ao longo dos anos e a chegada da pandemia acelerou alguns processos e setores. Dois que vêm ganhando destaque são o mercado imobiliário e a economia do compartilhamento. Segundo a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o setor residencial fechou o ano de 2020 com alta de 9,8% e deve continuar aquecido em 2021. Já a economia compartilhada vem chamando a atenção há algum tempo, mas segundo pesquisadores vai mudar o status quo da sociedade e continuar movimentando milhões na economia.

Quem já está surfando nessa onda, combinando os dois negócios, são as startups 4Student e Coliiv.  A primeira em aluguel de imóvel e a segunda com foco em compartilhamento de moradia com base em afinidades pessoais. O match perfeito para o setor que anda aquecido.  

Segundo Stephanie Edenburg, fundadora da 4Student, a parceria entre as empresas veio em um momento oportuno de aquecimento do mercado. “Nós já tínhamos na nossa plataforma os apartamentos para aluguel, que é o nosso core, e decidimos nos unir a Coliiv, para aumentar o número de estudantes, pois acreditamos que neste grupo ainda existe muito potencial e espaço para ser explorado. 

As pesquisas confirmam que as empresas estão trilhando o caminho certo. Segundo o Ipespe, que realiza pesquisa de mercado e opinião pública, 55% dos paulistanos aceitariam  compartilhar moradia. Além disso, o setor imobiliário, mercado que ambas estão inseridas, deve crescer mais de 30% até 2030, segundo apontou o Euromonitor. 

“A pandemia acabou contribuindo para que a procura por compartilhamento de moradia aumentasse, entre pessoas de todas as idades, principalmente nos grandes centros, por diversos motivos. O mais óbvio foi por questões financeiras, pois muitas pessoas tiveram perda salarial e dividir gastos passou a ser visto como uma solução. Mas outros motivos também influenciaram essa procura, como o trabalho em home office, que evidenciou o isolamento de muitos, e o fato de ficar tanto tempo em casa, que despertou o desejo de morar num espaço maior, com mais conforto”, conta Veronique Forat, CEO da Coliiv, complementando que esse movimento refletiu no crescimento do negócio. 

O mesmo crescimento aconteceu com a 4Student. A primeira plataforma estudantil do Brasil, cresceu mais de 11% nos últimos meses. “O número parece baixo quando falamos de crescimento de 11%, mas em um período de crise, onde diversas companhias pararam suas operações é um motivo de muito orgulho”, fala Pedro Tormin, cofundador da startup. Ele complementa que nesse período quem mais procurou a empresa foram estrangeiros, mas o foco está no mercado brasileiro. 

“A moradia compartilhada com certeza estará cada vez mais presente na economia e no mercado, ainda existem bons aspectos para serem trabalhados para uma maior aceitação pelo público”, finaliza Pedro.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x