Imobi Report

[150] INCC escala, enquanto Confiança da Construção recua

Leitor(a), hoje você lê a 150ª edição do Imobi Report! São 150 semanas mantendo você atualizado sobre o que acontece no mercado imobiliário. Se você está aqui desde o início, em 2019, deve se lembrar que tudo começou com uma newsletter como esta. Em 2020, lançamos nosso próprio portal de notícias e também o podcast. Em 2021, fizemos nossos primeiros eventos online. E neste ano, empreendemos um desafio ainda maior: a primeira conferência nacional e presencial do Imobi Report. Nos dias 18 e 19 de março, o ICXP reunirá importantes nomes do mercado imobiliário para tratar de melhores práticas, tendências e oportunidades de negócio. O ICXP é para o corretor de imóveis autônomo e também é para o gestor da imobiliária. É para a startup e para os incorporadores. O ICXP é para todos que vivem de imóveis. E se você ainda não adquiriu seu ingresso, fique ligado: dentro de dois dias, o lote vira e o preço sobe. Aproveite e garanta agora a melhor condição.

Incorporadora

O INCC fechou janeiro com alta de 0,64%. Em 12 meses, o acumulado é de 13,7%. Ao mesmo tempo, o Índice de Confiança da Construção recuou 3,9 pontos, voltando aos 92,8 pontos, mesmo patamar de junho do ano passado. 

Diante destes números, fica claro que o setor tem vários desafios pela frente. O custo de construção subiu quase 50% em cinco anos, período em que a inflação acumulada foi de 28%, o que gera algumas análises pessimistas. É fato também que o tema “insumos” vem sendo uma pedra no sapato.

Mas o pessimismo não é geral. Pelo contrário: mesmo com a inflação e expectativa de juros em dois dígitos, o presidente da Abrainc tem uma visão otimista. “Temos que avaliar essa subida dentro de um patamar histórico. Os juros nos Brasil quase sempre estiveram acima de dois dígitos e isso não foi um empecilho ao crescimento do setor”, afirma Luiz Antônio França.

Além disso, a projeção para este ano é positiva, com crescimento de 13% na construção civil. A estimativa é do Banco Safra e indica que o setor de construção deve ser um importante pilar para o giro da economia brasileira.

E se o cenário ainda é de incerteza quanto à retomada dos imóveis comerciais, a solução é observar o cenário e investir nas brechas disponíveis. Na capital paulista, que está com o freio de mão puxado para a construção de imóveis corporativos, os empreendimentos híbridos ganham força. A proposta é ofertar imóveis residenciais com áreas de coworking.

Dois segmentos têm papel especialmente importante neste novo ciclo. Primeiramente, o econômico deve ganhar uma injeção de ânimo por conta da ordem do Governo Federal para que sejam concluídas todas as obras paralisadas do Casa Verde Amarela.

Já os empreendedores do segmento de luxo e alto padrão, que vêm voando baixo, podem pisar mais fundo no acelerador. O cliente deste setor tem fôlego e interesse em seguir investindo independentemente da taxa de juros em vigor – e é claro que as construtoras estão de olho

E tem mais oportunidade bombando na sua timeline: são os apartamentos compactos de luxo. É muito valor agregado por metro quadrado.

Ainda sobre o nicho, nesta quinta-feira o Imobi Alto Padrão vai trazer mais um conteúdo especial, desta vez falando sobre o repertório do corretor. Exploramos o tema a partir do exemplo de corretores com histórico de participação em grupos e associações em suas cidades de atuação. Pode ser que a chave para captar negócios esteja na palma da sua mão… 

Confira este e os outros conteúdos do Imobi Alto Padrão clicando aqui. Toda semana tem texto novo e quem quer conhecer de perto o mercado de luxo e alto padrão não pode perder. Assinante também tem acesso a um grupo exclusivo para troca de experiências entre corretores de imóveis do Brasil todo.

Uma mudança técnica promovida pela CVM, Comissão de Valores Mobiliários, pode afetar os investidores em FIIs. Agora, o fundo de investimento imobiliário Maxi Renda deve ter como critério a distribuição de lucros por lucro contábil – até então, a distribuição era sempre que havia lucro caixa. O maior impacto é em fundos como shoppings, lajes corporativas e logística, que podem ficar impedidos de distribuir dividendos e resultar em em debandada de investidores. No UOL, a reportagem explica como as carteiras de investimentos podem ser afetadas.

Imobiliárias

Não durou nem uma semana a promessa da Caixa Econômica de manter as taxas de juros sem correção no momento. De acordo o Valor Econômico, agentes imobiliários já estão sendo procurados por representantes do banco para serem avisados que os juros da principal linha de crédito da instituição vão sofrer aumento em fevereiro. Procurada pela reportagem, a Caixa disse que se trata apenas de uma “adequação” e que as taxas vão depender do nível de relacionamento do cliente com o banco. Ou seja, para obter melhores condições de financiamento, o interessado vai precisar contratar mais serviços prestados pela instituição. 

Com a mudança, a taxa ofertada pela Caixa vai acabar se aproximando das tarifas de seus concorrentes. Em entrevista ao Imobi Report, Thales Ferreira Silva, diretor do Itaú Unibanco, contou quais ações o banco está adotando para atingir esse objetivo. Só entre janeiro e setembro de 2021, o Itaú concedeu mais de R$ 35,6 bilhões em crédito para pessoas físicas. 

Em 2021, por sinal, as instituições bancárias bateram recordes de financiamento imobiliário, registrando um total de R$ 255 bilhões no ano, de acordo com a Abecip. Mesmo com a alta da Selic, a entidade espera um ano positivo para o setor em 2022, projetando um crescimento de pelo menos 2% no crédito imobiliário neste ano. 

Já está no ar o Creci Brasil, novo portal do Cofeci, que foi reformulado para servir como um novo espaço de veiculação de anúncios imobiliários, destinado não só a imobiliárias e corretores, mas também a proprietários de imóveis, inquilinos e compradores. Em entrevista ao Imobi Report, José Augusto Viana Neto, presidente do Creci-SP e vice-presidente do Cofeci, detalhou algumas das funcionalidades do portal. 

No Imobi Aluguel desta semana, contamos como o mercado de locação tem lidado com o pagamento do IPTU, cujo carnê já está na praça na maior parte das cidades brasileiras. Resgatamos pontos importantes da legislação e mostramos as diferentes estratégias das imobiliárias para rentabilizar o serviço de pagamento do imposto. O ponto principal é ousar se preciso, mas observando a cultura local. Se você trabalha com locação, conheça o Imobi Aluguel, primeiro e único relatório de inteligência do mercado imobiliário brasileiro dedicado exclusivamente ao segmento. 

Depois de avançar apenas 0,87% em dezembro, o IGP-M voltou a apresentar uma leve aceleração, registrando alta de 1,82% em janeiro. Nada comparado a janeiro de 2021, quando o índice subiu 2,58%. Somando o resultado de janeiro, o IGP-M acumula alta de 16,91% nos últimos 12 meses

Mundo

República Dominicana, Grécia e Nova Zelândia são os três novos mercados em que a eXp Realty pretende entrar ainda no primeiro trimestre deste ano. Com a expansão, a imobiliária digital alcançará presença em 21 países – entre eles, o Brasil.

Nos Estados Unidos, a mansão mais cara do país vai a leilão. Avaliada em 500 milhões de dólares, a oferta mínima será de 295 milhões de dólares, o que equivale a cerca de 1 bilhão e 500 milhões de reais. A mansão levou mais de 10 anos para ser construída, e, na verdade, ainda não foi finalizada. Ela foi idealizada pelo produtor de cinema Nile Niami, cuja empresa entrou com pedido de falência no ano passado, o que levou o imóvel a leilão. Se ficou curioso, aqui vai um tour de 40 minutos pela propriedade.

Estamos de olho

O tal do metaverso: no Imobi, especialistas discutem o motivo do interesse dos investidores nos chamados terrenos virtuais. Entre eles, a busca pela especulação imobiliária, a possível “locação” desses lotes virtuais e, claro, o interesse em oportunidades de negócio. Os entrevistados também apontam que esse setor precisa se regulamentar judicialmente e, ainda, é mais incerto do que promissor.

Dados do LinkedIn comprovam: a reinvenção do trabalho já bateu na porta e sentou no sofá da sala. Desde o início da pandemia, a rede social registrou um aumento de 60% nos cargos relacionados ao futuro do trabalho e 304% de crescimento nos títulos que fazem referência a “trabalho híbrido”

86% dos afastamentos de pessoal na construção civil em janeiro aconteceram devido à Covid-19 e à gripe. O dado foi divulgado pela CBIC e corresponde ao período pesquisado entre os dias 14 e 21, em 482 empresas.

Pioneiro em formar uma Comissão de Diversidade Sexual e Gênero dentre todas as demais regionais, o Creci-PB encerrou o mês de janeiro realizando mais uma ação de conscientização sobre o Dia da Visibilidade Trans, celebrado no dia 29 de janeiro. Em entrevista ao portal da entidade, a coordenadora da Comissão, Melissa Kettley, conta como a profissão de corretora e o próprio Creci-PB a acolheram como mulher trans e deram abertura para que ela pudesse contribuir para uma sociedade mais justa e igualitária

O Secovi-PR tem novo presidente. O eleito foi o curitibano Ricardo Hirodi Toyofuku, que assume o cargo no mês que vem e fica no posto até 2025. Ele assume a função até então ocupada por Luiz Antônio Langer. 

Falando sobre o Paraná, na última edição, contamos sobre o mural da incorporadora GT Building, em Curitiba. E parece que a cidade vai ganhar mais arte: a construtora Piemonte convidou o grafiteiro Kobra para a fachada do seu novo empreendimento, o Croma. Muralista reconhecido internacionalmente, ele será responsável pela pintura de dois painéis de 130m² cada no bairro do Bigorrilho, na capital paranaense.

No segundo episódio do podcast Modo Avião, Rodrigo Werneck, CEO e estrategista-chefe da CUPOLA, entrevista Luiz Kechichian, CEO do Grupo Mirantte, imobiliária de sucesso na zona Norte de São Paulo, que também atua nos mercados de Portugal e Estados Unidos. Para quem curte esse formato, lembramos que o próprio Imobi Report produz o podcast Semana Imobi, com comentários do nosso time de jornalistas sobre o que foi notícia no mercado imobiliário na última semana.