Imobi Report

[153] Brasileiro quer casa própria, falta capacidade de compra

87% dos brasileiros têm o sonho de ter a casa própria. O dado é do Censo QuintoAndar de Moradia, realizado em parceria com o Instituto Datafolha, que entrevistou mais de 3 mil brasileiros. São dados relevantes: em uma escala de 0 a 10, a nota média dada para a importância da casa própria ficou em 9.7 – a mesma da profissão. A estabilidade financeira teve uma nota média de 9.6. Depois aparecem família (9.4), plano de saúde (9.2), religião (9), negócio próprio (8.8), carro (8.5), filhos (7.9) e casar (6.9). 

Porém, no caminho até a casa própria, há alguns desafios. A pesquisa Raio-X FipeZAP+ do 4º trimestre de 2021, por exemplo, aponta que 72% dos consumidores avaliam que os preços dos imóveis estão altos ou muito altos – o maior patamar apurado no último trimestre de cada ano no horizonte temporal coberto pela pesquisa. Já segundo a Brain, a intenção de compra permanece estável no patamar de 38% desde setembro de 2021.

Nesta segunda (21), a CBIC promoveu uma coletiva de imprensa para apresentar o estudo Indicadores Imobiliários Nacionais do 4º trimestre de 2021, e o Imobi Report esteve presente. José Carlos Martins, presidente da Câmara, abriu a reunião apontando as dificuldades do setor. “Se materializou o que falamos lá atrás, que o aumento dos custos da construção civil não era compatível com o aumento de renda das pessoas. O custo da construção subiu muito mais que a capacidade de reposição dos salários, o que descasa a capacidade de compra da tão desejada casa própria. Os primeiros a sentirem esse impacto é a população de baixa renda, público que utiliza 100% da sua capacidade de renda. Agora, temos um fator complementar, que é o aumento de juros. Estamos deixando de vender pois as pessoas não têm capacidade de comprar”, afirma.

Na Folha de S. Pauloreportagem trata sobre as dificuldades do setor de imóveis econômicos. No Imobi, o segmento também foi pauta na última semana.

O empresário do mercado imobiliário preocupa-se com o ambiente macroeconômico, mas é mais otimista em relação à performance do segmento. Levantamento da Brain com o Global Real Estate Institute aponta que 44% dos executivos do primeiro escalão acreditam que a economia brasileira estará pior nos próximos 12 meses, enquanto 41% acham que ficará igual e 15%, melhor. Sobre o nosso setor, 48% dos entrevistados acreditam em um desempenho melhor do mercado imobiliário nos próximos 12 meses. Apesar de ser um número saudável, houve baixa em relação ao trimestre anterior, quando 59% contavam com melhora. Já os pessimistas passaram de 6% para 13%.

casa propria

Imobiliárias

Passado o período de recordes na concessão de crédito imobiliário, os bancos começam a sentir os efeitos dessa expansão do financiamento, com o aumento da inadimplência. A Febraban já tem uma projeção mais contida para o crescimento do crédito em 2022 – anteriormente, estimava que o aumento seria de 7,3%, agora considera que será da ordem de 6,7%. O presidente do Bradesco, Ocatvio de Lazari Jr, por exemplo, já admitiu que o banco está adotando uma postura mais cautelosa. A declaração faz parte de uma reportagem do portal Investing.com, que consultou os principais bancos privados para entender qual tem sido o posicionamento deles em relação ao assunto.

Falando em boletos, é temporada de IPTU.  Como as imobiliárias de locação têm lidado com a gestão deste tributo que, se por um lado é fonte de ruídos na relação entre inquilino e proprietário, por outro, pode apresentar oportunidades de rentabilização pelas imobiliárias? Nesta semana, o Imobi Report traz uma série de dicas relacionadas à questão do IPTU. Confira!

Algumas semanas atrás, já mostramos que as cidades universitárias estão, aos poucos, retomando o movimento registrado no período pré-pandemia, com um reaquecimento do mercado imobiliário por jovens buscando moradia. Nesta semana, o assunto foi pauta novamente na imprensa. Uma publicação no site da Jovem Pan traz a perspectiva da Lello Imóveis a respeito do assunto, mostrando que a imobiliária já está sentindo os reflexos positivos do retorno às aulas presenciais. 

E no Imobi Aluguel desta semana, contamos os ousados planos de expansão de um grande player nacional. A Crédito Real, sediada em Porto Alegre e dona de uma das maiores carteiras de locação do Brasil, prepara-se para inaugurar sedes em outros dois Estados brasileiros. O Imobi Aluguel conversou com exclusividade com o diretor da companhia, Carlos Eduardo Ruschel, sobre os objetivos desse plano de voo e também sobre produtos inovadores que a imobiliária tem adotado com sucesso na locação. 

Saiba mais sobre esse e outros temas específicos do segmento assinando o Imobi Aluguel, primeira e única série do mercado imobiliário brasileiro que fala exclusivamente sobre locação.

Incorporadoras

A Gafisa sinalizou que está conversando com diversos agentes do mercado em busca de oportunidades de negócio. Um dos interlocutores é a operadora de shoppings BR Malls. Rumores dão conta de que a operadora e a Gafisa conversaram sobre uma possível fusão.

Ao mesmo tempo, a Gafisa investiga um ataque hacker sofrido na semana passada. Não houve interrupção das operações da empresa neste período. O time de tecnologia está fazendo uma análise da extensão do ataque e seus efeitos.

Indicação por app: a Tenda e o PicPay fecharam uma parceria para o pagamento do prêmio do Programa Eu Indico a Tenda. A ação premia com R$ 400 em conta no PicPay os clientes que indicarem compradores, em caso de o negócio ser fechado. Segundo a Tenda, cerca de 15% dos fechamentos da  empresa já acontecem por indicação.

ESG é um tema em ascensão no mercado imobiliário, mas não apenas. Organizações no mundo inteiro estão buscando se adaptar o mais rápido possível. Em seu artigo para o Imobi, Susanna Marchionni explica porque o futuro do planeta e a responsabilidade dessas práticas estão na mão de empresas de grande porte.

Um estudo identificou 55 produtos utilizados em construções que podem causar danos à saúde. Entre os integrantes da lista estão nomes conhecidos, como amianto e chumbo, mas também o arseniato de cobre cromatado, substância utilizada no tratamento de madeiras.

Corrida eleitoral, juros subindo… e a venda de lançamentos de alto padrão está como? As construtoras estão acelerando fechamentos no primeiro semestre para aliviar a pressão para a segunda metade do ano. No Imobi Alto Padrão desta semana, vamos conhecer melhor as estratégias de Bait, Lopes e Moura Dubeux para alavancar vendas no período.

Fato é que o cliente de alto padrão têm mostrado interesse pelos financiamentos. Entre as razões para isso, o fato de, graças ao crédito, parte do dinheiro fica na mão e pode ser aplicada em outros investimentos. Confira no Imobi 4 motivos que ajudam a explicar a escalada do crédito neste segmento.

E para ficar sempre por dentro do assunto, seja assinante Imobi Alto Padrão. São conteúdos semanais exclusivos, trazendo cases e entrevistas com quem conhece este mercado. Você também pode testar gratuitamente.

Techs

Como estará o mercado imobiliário daqui a três anos? Para responder esta pergunta, ouvimos o empreendedor Guga Stocco, que é fundador da Futurum Capital e Board Member do Banco Original, Totvs, Vinci e Grupo Soma, além de host do podcast “2025, o mundo novo”. Em entrevista ao Imobi Report, ele falou sobre a digitalização do setor, entre outros aspectos. 

Guga Stocco é um dos keynotes do ICXP 2022. O evento acontece nos dias 18 e 19 de março, no Centro de Eventos Positivo, localizado no Parque Barigui, em Curitiba. Promovido pelo Imobi Report, o Imobi Conference Experience será o primeiro grande evento presencial do mercado imobiliário depois de dois anos de pandemia. Ao todo, serão 90 palestrantes e painelistas, representando 70 empresas de 29 cidades diferentes das cinco regiões do Brasil. 

O ICXP traz cinco trilhas de conteúdos (Estratégias, Vendas, Tendências, Marketing e Aluguel), com 30 horas de conteúdo. Além de Guga, o evento contará com a presença de Thiago Concer (especialista em vendas), Romeo Busarello (ex-VP de marketing e inovação da Tecnisa), Aretha Duarte (montanhista e empreendedora socioambiental), Gabriel Braga (QuintoAndar), Paulo Picchetti (FGV), Jardel Cardoso (Grupo Loft), Marcelo Dadian (ZAP+), Matheus Fabricio (Lopes Consultoria de Imóveis), Moira Toledo (Lello Imóveis), entre outros. Garanta o seu ingresso!

A Loft anunciou o plano de adquirir mais de mil imóveis em São Paulo e Rio de Janeiro neste ano, movimentando um valor em torno de R$ 750 milhões. De acordo com a Coluna do Broadcast, do Estadão, os recursos virão de fundos imobiliários sob gestão da empresa, além de recursos obtidos com a comercialização de outras unidades. 

Um aplicativo desenvolvido pela empresária Adriana Socci Barbosa, sócia da ASB Soluções Imobiliárias, pretende dar mais transparência às transações imobiliárias no Rio de Janeiro. A ferramenta, batizada como RioM2, mostra o valor do metro quadrado de todos os imóveis vendidos na cidade na última década e permite fazer buscas por bairro, pelo nome da rua ou pelo tipo de uso do imóvel (residencial ou comercial). 

Mais uma vez, o metaverso no mercado imobiliário foi assunto na imprensa. Nesta semana, o Estadão mostrou como as criptomoedas e os NFTs já deixaram de ser conceitos futurísticos para fazer parte da realidade do setor. De acordo com a Bloomberg Intelligence, há uma oportunidade de 800 bilhões de dólares nesse mercado virtual.

Para explicar melhor o que são criptomoedas e por que elas se tornaram um assunto recorrente no mercado imobiliário, o Inman procurou três dos principais corretores da Sotheby’s International Realty para falar sobre o assunto. Na matéria, Tony Tate, Michael Kelczewski e Kevin Pane ainda falam sobre como o mercado de alto padrão pode se beneficiar desse tipo de transação (em inglês, para assinantes). 

Mundo

Embora vivamcontextos diferentes, Brasil e Estados Unidos se assemelham por entrar em um momento de desaceleração do mercado imobiliário no que se refere a compra e venda. Por lá, a diminuição no ritmo de novas construções por causa da pandemia – e também devido a restrições em algumas cidades – reduziu drasticamente a oferta e fez os preços subirem. Por aqui, há o contexto apresentado no início desta edição. 

O sul dos Estados Unidos, mais especificamente na Flórida, está roubando o posto que antes era de Nova York e Los Angeles como destino mais procurado pelos famosos. Conhecido como Sunshine State, o “estado ensolarado” tem atraído nomes como Gisele Bündchen, Serena Williams, Cindy Crawford e outras celebridades, que estão se estabelecendo em cidades como Miami, Palm Beach e Fort Lauderdale. 

Do outro lado do país, na Califórnia, a Disney está inovando, com o lançamento de um novo serviço, o “Storyliving by Disney”, com a criação de comunidades residenciais com “design diferenciado, comodidades exclusivas e serviço de renome mundial”. Na prática, isso quer dizer que a Disney vai construir casas e condomínios que “contam histórias”, como a empresa faz em seus filmes. Com isso, os interessados poderão morar em resorts de luxo temáticos. O primeiro deles ficará localizado em uma área em Rancho Mirage, onde o próprio Walt Disney teve residência. 

Na Nova Zelândia, um casal encontrou um jeito inusitado de vender sua casa de campo. Depois de decidir divulgar o imóvel com fotos em que posavam nus em vários cômodos da residência, o anúncio de Lawrence Simpson e Clarissa Turner recebeu mais de 11 mil visualizações no Trade.me.

Estamos de olho

Mais areia na praia, maior procura por imóveis. A exemplo de cidades como Balneário Camboriú (SC), outros locais estudam o alargamento da faixa de areia na orla, fator que fez valorizar e aquecer a venda de residências. No caso da cidade catarinense, o preço dos imóveis na avenida beira-mar subiu 30% no ano passado.

Falando em praia, um dos maiores empreendimentos de multipropriedade do Brasil será erguido em Penha, no litoral de Santa Catarina. No Amazon Parques & Resorts, serão 699 apartamentos de tamanhos variados, arquitetura sustentável e um parque temático com tema amazônico. A obra será tocada pela Stein Empreendimentos, com início em outubro deste ano.

O Airbnb cresce no embalo das estadias mais longas. Os usuários estão dispostos a passar mais tempo hospedados. No quatro trimestre de 2021, uma a cada cinco reservas na plataforma foi para estadias de um mês ou mais. Neste período, a receita registrou aumento de 78%, chegando a US$ 1,5 bilhão.

Turistar na própria cidade e ter a sensação de que está viajando. Este é o staycation, modalidade que ganhou força a partir da consolidação do home office nos grandes centros. Os interessados buscam por apartamentos que permitam experimentar a cidade por outros ângulos.

Em São Paulo, imobiliárias estão adotando uma estratégia um tanto quanto inusitada para divulgar os imóveis de suas carteiras: utilizar carros abandonados para anunciar a venda de apartamentos na Zona Sul, mais especificamente nas regiões de Vila Mariana, Cursino e Ipiranga. A ação chamou a atenção da reportagem do UOL, que fez uma matéria sobre o assunto, mostrando, inclusive, que o feitiço pode se voltar contra o feiticeiro, já que esse tipo de publicidade é proibido pela Lei Cidade Limpa. 

Agora, os podcasts: no Semana Imobi, Michel do Prado recebe Ana Clara Tonocchi e Rodrigo Arend para comentar as notícias mais recentes do mercado imobiliário. No Modo Avião, Rodrigo Werneck entrevista Raul Fulgêncio, fundador da imobiliária que leva o nome dele, a Raul Fulgêncio Negócios Imobiliários, de Londrina, no Paraná. Com 50 anos de mercado imobiliário, Raul é uma das maiores referências no Brasil quando o assunto é lançamentos imobiliários. Também em modo entrevista, Orlando Pereira, diretor comercial da Cyrela em São Paulo, é o convidado recebido por Sergio Langer na primeira edição do Vem pra Mesa de 2022.

Falando em Langer, a Missão Alto Padrão & Luxo recebe sua primeira edição em Nova York! Dayanne Costa, Thiago Granato e Sergio Langer guiarão os participantes em visitas aos principais empreendimentos de luxo da cidade, além de um dia dedicado a palestras e painéis com profissionais que fazem o dia da cidade. Confira mais informações aqui.

Desde a última semana, não tem como ler notícias sem se deparar com atualizações sobre a tragéd Petrópolis. Construtoras e imobiliárias locais estão se mobilizando para ajudar a população local. No Imobi, trazemos informações sobre as mobilizações da Avanço Realizações Imobiliárias, Itten Incorporadora, JB Andrade Imóveis, Sawala Imobiliária, Grupo Patrimar, Grupo Mulheres do Imobiliário e Rio8. Saiba como ajudar aqui.