fbpx

Imobi Report

[113] Startup mexicana Casai chega ao Brasil de olho no aluguel de curta duração

Imobi Report
Escrito por Imobi Report em 11 de maio de 2021
12 min de leitura
[113] Startup mexicana Casai chega ao Brasil de olho no aluguel de curta duração
Toda semana, no seu e-mail.

Assine gratuitamente a principal newsletter do mercado imobiliário brasileiro.

A notícia da chegada da startup mexicana Casai ao Brasil chamou a atenção do mercado nos últimos dias. Com 100 “apartamentos inteligentes” disponíveis para aluguel de curta duração, a proptech está iniciando sua operação em São Paulo. Com isso, entra na disputa ao lado de empresas como a Housi, da Vitacon, e Nomah, da Loft, além de outros operadores do setor, como JFL Living e Yuca, assim como o próprio Airbnb. 

Os imóveis administrados pela Casai estão localizados em bairros nobres, como Vila Olímpia, Pinheiros, Jardins e Itaim Bibi, com diárias entre R$ 245 e R$ 400, em um modelo que fica entre um Airbnb e um hotel. A startup vem dotada de um aporte de 48 milhões de dólares, obtidos em uma rodada de captação realizada em outubro do ano passado, dos quais R$ 100 milhões devem ser investidos no Brasil

Ainda sobre aluguel de curta duração, a plataforma Yogha Gestão e Hospitalidade foi escolhida pela Helbor para gerenciar a operação do Helbor Stay Batel by Yogha, em Curitiba. A incorporadora muda a vocação do empreendimento, passando a tratá-lo como edifício residencial em vez de hotel, contornando a baixa do setor hoteleiro em função da pandemia. 

Imobiliárias

Imobiliárias mais tradicionais também estão se reinventando, em meio à chegada de startups e grandes players estrangeiros ao Brasil. Este é o caso da Lopes, por exemplo, que foi destaque na Exame Invest nesta semana. Em entrevista ao portal, Cyro Naufel, diretor institucional da imobiliária, conta como a expansão do crédito imobiliário contribuiu para a alta no número de vendas da Lopes no ano passado. Também explica que esse crescimento impulsionou ainda mais a digitalização da imobiliária, que já tinha sido iniciada em 2019. 

Você já ouviu falar em ikigai? O conceito japonês significa “razão de viver” e está diretamente ligado ao prazer direcionado ao trabalho. O Imobi Report ouviu a diretora de conteúdo e relações institucionais do Great Place to Work (GPTW), Daniela Diniz, para falar sobre as novas preocupações com bem-estar e qualidade de vida organizacional no mercado imobiliário, e detalhou três casos de imobiliárias e uma incorporadora premiadas com o selo de boas empresas para se trabalhar. Vale a leitura. 

Incomum em várias regiões brasileiras, no Rio Grande do Sul grandes imobiliárias de locação também atuam na administração de condomínios. Em entrevista exclusiva ao Imobi Report, o superintendente da Crédito Real, Carlos Eduardo Ruschel, ressalta os principais desafios e oportunidades ao atuar simultaneamente nessas duas frentes

No mercado de alto padrão, a imobiliária paulista Local Upper Class ganhou destaque na Casa Vogue com o lançamento da Boutique Upper Class, uma aposta no “atendimento minucioso”. A solução envolve curadoria de imóveis, produções fotográficas dos imóveis acompanhadas pela renomada fotógrafa Ilana Bessler e assessoria jurídica própria, entre outros diferenciais. 

No mercado de locação, projeto de lei que pretende definir o IPCA como índice oficial para correção do aluguel continua repercutindo, em especial entre lojistas e proprietários de imóveis comerciais. Em São Paulo, um grupo de associações de lojistas até publicou um manifesto apoiando o projeto de lei e pedindo urgência na votação

O perfil dos compradores de imóveis leiloados no Brasil está mudando, segundo André Zukerman, presidente da Zukerman Leilões, um dos mais tradicionais leiloeiros do país, que atua há mais de três décadas no segmento. Em entrevista ao Estadão, ele conta que o mercado, antes dominado por investidores especializados, agora é regido pelo consumidor final. A inversão, afirma, ocorre principalmente para os imóveis residenciais, que agora têm finalidade de uso. 

Incorporadoras

A taxa Selic sofreu um acréscimo de 0,75 ponto percentual, subindo para 3,5% ao ano, após decisão do Copom anunciada nesta semana. Os reflexos dessa alta no crédito imobiliário não devem ser sentidos imediatamente, na avaliação de Bruno Gama, presidente da Credihome. Para ele, esse aumento deve impactar os financiamentos somente no segundo semestre do ano. 

Com foco em imóveis para baixa renda, a Tenda vai testar qual o limite possível de aumento de preços de imóveis sem que haja perda de velocidade de vendas e volume comercializado. A informação foi dada pelo diretor financeiro e de relações com investidores, Renan Sanches, em teleconferência com analistas e investidores realizada na semana passada. A estratégia tem como objetivo diminuir as perdas da incorporadora devido à alta dos custos de materiais de construção, assunto que tem sido recorrente aqui no Imobi Report desde o segundo semestre do ano passado. 

Também pensando em reverter o impacto da alta dos materiais de construção, a Tecnisa fechou parceria com a startup Molegolar para melhorar a eficiência das plantas de seus empreendimentos, reduzindo suas áreas comuns, que não são comercializadas. Para dar início a esse trabalho, serão desenvolvidos cinco projetos para construção modular, que somam VGV de R$ 800 milhões. Aliás, a construção modular também foi destaque na CNN, que mostrou como um edifício corporativo de Tubarão (SC) foi construído em apenas 100 dias, com a utilização de “legos gigantes”

Considerado o segundo metro quadrado mais caro de todo o Brasil, Balneário Camboriú é um dos principais exemplos de como o mercado de alto padrão está crescendo nesta pandemia. Dois empreendimentos da Pasqualotto&GT, em especial, chamam a atenção quando se fala em imóveis de luxo no município catarinense. Um deles, o Yachthouse, com 81 andares e apartamentos que variam de 254 a 900 metros quadrados privativos, tem 90% das suas unidades vendidas. Já o Vitra, com 61 andares e apartamento de 171 metros quadrados, está com 85% das unidades comercializadas. Em entrevista à revista Amanhã, o empresário Geninho Thomé comenta a estratégia da incorporadora. 

Outro projeto de destaque no litoral catarinense é o empreendimento bilionário Viva Park, que está sendo construído na entrada de Porto Belo, pela Vokkan Urbanismo. Com opções de moradia, comércio e prestação de serviços, o complexo deve ocupar uma área de 500 mil metros quadrados. E seu VGV está sendo calculado em nada menos do que R$ 7 bilhões. 

Já a CFL está planejando lançamentos imobiliários de R$ 1 bilhão para Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS), ainda neste ano. Em entrevista à Rádio Gaúcha, o CEO da incorporadora, Luciano Borcony Correa, fala sobre esse e outros assuntos, como os planos da construtora para seu IPO

O home office não afugentou investidoresde fundos imobiliários de imóveis comerciais. Matéria da Jovem Pan mostra que o mercado de prédios comerciais de alto padrão em São Paulo permanece estável.

Enquanto isso, os galpões logísticos seguem em alta em todo o Brasil. 
Matéria publicada pelo Valor Econômico mostra que o país deve receber cerca de R$ 4 bilhões em investimentos nesse segmento imobiliário, segundo projeções da consultoria Newmark. Só no Estado do Rio de Janeiro, a injeção de recursos vai significar um acréscimo de 280 mil metros quadrados ao estoque de novos galpões e condomínios neste ano.

Techs

Dando sequência a sua estratégia de expansão, o QuintoAndar está levando sua operação de compra e venda de imóveis a Porto Alegre. Com isso, a capital gaúcha passa a ser a quarta cidade a receber esse serviço, que já era oferecido em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. De acordo com Arthur Malcon, head de compra e venda do QuintoAndar, o unicórnio espera ter o mesmo sucesso no Rio Grande do Sul que obteve quando chegou ao Estado com sua operação de aluguel, em 2019. 

A partir de algoritmos próprios, a Infinite Soluções Imobiliárias se apresenta como opção para acelerar o processo de venda e locação de imóveis, com um modelo financeiro que permite agilizar as negociações. Em seu primeiro ano de atuação, a startup espera contar com aporte de R$ 3 milhões. Já para o segundo ano de operação, prevê a captação de R$ 30 milhões. 

55% das empresas do mercado imobiliário e de construção civil querem investir em alguma inovação nos próximos dois anos. É o que aponta levantamento da Brain Inteligência Estratégica em matéria publicada pelo UOL. A publicação aponta quais são as tecnologias preferidas pelas empresas do setor: drones e realidade aumentada, que apesar de serem tecnologias bastante disseminadas, ainda têm mercado para crescer no setor. 

A Rede Vistorias viu seu faturamento chegar a R$ 13,2 milhões em 2020, registrando um aumento de 113% em relação aos resultados obtidos em 2019. Agora, a startup é destaque no portal Pequenas Empresas & Grandes Negócios, que mostra como o mercado de vistorias acompanhou o crescimento de todo o setor durante a pandemia. 

Em menos de um ano de operação, a 180º Seguros já captou R$ 44 milhões. Com passagem de quatro anos pelo Nubank, o presidente da startup, Mauro Levi D’Ancona, contou à Folha de S. Paulo como a 180º Seguros conseguiu levantar esse aporte, num setor que não costumava receber tantas atenções dos investidores. O assunto também foi destaque na Exame.

A Folha de S.Paulo também noticia a ascensão da plataforma Dovizin, que conecta donos de piscinas ociosas a quem deseja alugá-las por algumas horas. Pelo site, o anfitrião disponibiliza a piscina e eventuais áreas anexas, como churrasqueira e sauna. Os preços variam de R$ 20 a R$ 300 a hora.

Mundo

Abrimos esta edição falando de uma proptech que atua no aluguel de curta duração. E este é um mercado em ebulição no modo todo. Nos EUA, o unicórnio Sonder está se preparando para abrir capital. De acordo com a Reuters, a startup é avaliada em cerca de 2,2 bilhões de dólares. A Sonder opera mais de 300 propriedades de alto padrão, em 35 cidades de 8 países e mira a expansão para novos mercados, inclusive na América Latina.

No USA Today, reportagem conta a história de compradores de primeira viagem que não estão conseguindo acompanhar o ritmo do mercado imobiliário americano. Além da demanda forte por casas mais confortáveis, investidores estão aproveitando o momento para comprar imóveis.

Já em Israel, país que está muito avançado na vacinação, os escritórios presenciais estão voltando a se tornar rotina dos trabalhadores. Dados de mobilidade do Google mostram o aumento nas viagens entre casa e trabalho em Tel Aviv durante o mês de abril, com os números alcançando valores próximos ao padrão pré-pandemia. Dados monitorados pelo grupo de imóveis comerciais Natam apontam que a demanda por espaço corporativo está aumentando e, ainda, dados da WeWork apontam que a ocupação dos prédios israelenses aumentou 20% desde fevereiro.

Estamos de Olho

O podcast Vem Pra Mesa” traz esta semana detalhes sobre o CSul Lagoa dos Ingleses, caracterizado como “o maior projeto de desenvolvimento urbano sustentável da América Latina”. Maury Bastos, CEO da CSUL, fala em entrevista a Sergio Langer sobre o empreendimento de 27 milhões de m² de área em Nova Lima (MG), que tem assinatura do arquiteto e urbanista Jaime Lerner. Já o último Semana Imobi, produzido pela equipe do Imobi Report, fala sobre personalização de plantas, simulador de fiança locatícia, locação short stay e sobre as mães do mercado imobiliário, entre outros temas. Não perca!

Para celebrar o Dia das Mães, o Imobi Report reuniu relatos de nove profissionais sobre a experiência em conciliar a maternidade com as atividades no mercado imobiliário. Realidade para 70% das profissionais do setor, segundo levantamento realizado pelo movimento Mulheres do Imobiliário em parceria com a DataStore. O conteúdo foi produzido pela mãe do David e do Daniel, a jornalista do Imobi Ana Carolina Bendlin.

Pra encerrar, duas dicas de conteúdo de O Globo. O caderno Morar Bem trouxe uma matéria especial sobre o bairro do Botafogo, que ganhou status de queridinho do mercado imobiliário carioca. A Brasil Brokers traçou um perfil das pessoas que procuram imóveis no bairro e constatou, por exemplo, que entre as profissões, o maior contingente é de médicos: 20%, possivelmente em consequência do grande número de hospitais e clínicas na região.

E um raio-X dos nômades digitais, profissionais que conseguem rodar o mundo enquanto trabalham à distância, usando plataformas de moradia como o Airbnb. O estilo de vida ganhou visibilidade após o longa “Nomadland”, que ganhou três Oscar em 2021, e segue crescendo apesar da pandemia.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

5 1 vote
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x