fbpx

Construtoras

O mercado de loteamentos e a força do interior

Denis Levati
Escrito por Denis Levati em 30 de setembro de 2021
5 min de leitura
O mercado de loteamentos e a força do interior
Toda semana, no seu e-mail.

Assine gratuitamente a principal newsletter do mercado imobiliário brasileiro.

Sediada em Ribeirão Preto, a Perplan Urbanização e Empreendimentos vem crescendo ano a ano e expandindo seus negócios em várias direções do interior do país. 

Com foco em empreendimentos verticais e horizontais, a empresa atravessa a pandemia com crescimento e promovendo lançamentos em formatos digitais com excelentes resultados e muito sucesso. 

Ouvir a população das cidades, ficar de olho nas tendências do mercado, valorizar os colaboradores e ter muita atenção à qualidade dos seus produtos são alguns dos pontos mencionados por Ricardo Telles, CEO da Perplan, em nossa conversa sobre o mercado de loteamentos nas cidades do interior. 

Convido você a conhecer os principais pontos deste bate papo que a jornalista Ana Clara Tonocchi e eu tivemos com Telles. Confira: 

Imobi Report: Como foi o último ano para a Perplan?

Ricardo Telles: Em 16 de março de 2020 a projeção do PIB do país era de 2% a 3% de crescimento e do dia para noite passou a ser de -5% e -7%. Projeções catastróficas devido à pandemia. Na segunda quinzena de março revisamos o nosso business plan, sendo mais conservadores em aspectos fundamentais. 

Mas à medida que o tempo foi passando e os juros paralelamente caindo, surpreendentemente, apesar da pandemia, o desempenho foi cada vez melhor. Ou seja, já em abril e maio do ano passado, os resultados foram excelentes, as vendas muito boas, apesar de estarmos atuando em home office e com a rotina de trabalho em formatos que alternavam entre o híbrido e o presencial. 

O ano de 2020 foi muito bom para a Perplan, não só pelas vendas e resultados, mas porque conseguimos nos preparar para 2021. Conseguimos entrar neste ano com velocidade de cruzeiro e fazendo lançamentos em várias cidades.

Imobi Report: Como é a busca por nossos terrenos para a formação de landing banking?

Ricardo Telles: É uma composição de fatores. Por sermos de Ribeirão Preto, já temos uma ligação com o agro. Os fundadores são pessoalmente ligados ao agro, possuem outros negócios. Entre as cidades que estamos lançando, podemos dizer sobre Rio Verde de Goiás, uma região que está em um momento muito especial. 

A Perplan tem uma vocação em entender o interior. Nós somos do interior, conhecemos as cidades e suas características e isso torna as coisas mais simples. 

Mas isso não é feito de forma intuitiva, fazemos pesquisas e estudos de demanda para formatação de produtos.

Entra na Perplan, mensalmente, mais de 50 áreas para loteamentos, fechamos entre 2 ou 3 dessas áreas. Buscamos acertar conforme as necessidades e a nossa produção. 

Imobi Report: O que você entende sobre a mudança de comportamento dos consumidores de imóveis?

Ricardo Telles: Primeiro, no negócio imobiliário é negligenciado a importância de se conhecer a cultura regional e individual da cidade. Ribeirão é uma coisa, Franca outra, tudo é diferente. 

Eu sempre direciono a equipe a conhecer as cidades, conhecer suas particularidades, seus jeitos. É preciso entender como funcionam essas coisas para se inserir na cultura local. 

Agora existem coisas que acontecem nacionalmente, existe uma valorização de morar em casa (principalmente falando em interior), qualidade de vida e bem estar. A pandemia evidenciou isso. 

Já existia no interior essa necessidade, mas as pessoas estão querendo mais espaço tanto em casas como em apartamentos. O grande barato do nosso segmento é entender o comportamento dos consumidores e como isso reflete nos empreendimentos. 

Imobi Report: Como se formou a digitalização dos processos de vendas da Perplan?

Ricardo Telles: Tivemos um case famoso, no auge da epidemia, fazendo o meeting dentro de um drive thru para corretores, com tudo feito digitalmente. O resultado de venda foi muito interessante, tivemos 10 imobiliárias com espelhos digitais e no dia marcado, abrimos o lançamento. 

Replicamos o formato de lançamento de loteamentos, mas no formato digital. Em 45 minutos o espelho foi totalmente tomado e o projeto vendido digitalmente. Um processo muito parecido com a venda ingresso de show.

Em apenas dois momentos não foi possível fazer tudo digitalmente: no pagamento e na escritura onde os cartórios não aceitam a assinatura digital em 100% do processo. 

Mas enfim, fizemos toda a venda em 24 horas e inclusive com o aumento de preços ao longo do projeto. Fosse hoje, com o pix, poderíamos fazer esse tipo de lançamento ainda mais rápido. 

Vem mais conteúdo sobre loteamentos e condomínios horizontais aqui no Imobi Report

A conversa com Ricardo Telles abordou ainda outros temas sobre urbanismo, concepção de novos empreendimentos, lançamentos imobiliários digitais, entre outros assuntos. 

A entrevista pode ser conferida na íntegra em no Imobi Explica, podcast que apresenta temas relevantes para o mercado imobiliário em séries temáticas. 

Um abraço e até o próximo.

Denis Levati

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x