Como as imobiliárias tradicionais podem se tornar mais eficientes e rentáveis
DestaquesImobiliárias

Como as imobiliárias tradicionais podem se tornar mais eficientes e rentáveis

A era dos dados e da informação transformou a maneira como as empresas tomam decisões e otimizam processos. Esse avanço alcançou, inclusive, áreas mais tradicionais, como os setores de gestão das imobiliárias. A Gonzaga Imóveis, com 70 anos de história em Curitiba, está na vanguarda dessa mudança de paradigma, inovando em seus processos internos para se adaptar às novas demandas do mercado.

O sócio e proprietário da empresa, Guilherme Gonzaga, afirma que agora é possível realizar diagnósticos rápidos e redesenhar processos conforme necessário. “Hoje, se precisarmos mudar algum processo dentro da empresa, temos um setor de gestão corporativa que vai até a área necessitada, faz um diagnóstico atual e traz para o conselho da empresa. No conselho, envolvemos o gestor do setor e os gestores das áreas correlatas para criticar o processo e discutir as mudanças necessárias para alcançar nossos objetivos”, explica.

Inicialmente, a adaptação não foi fácil. A empresa chegou a contratar uma consultoria para organizar esses processos. “Contratamos uma consultoria especializada em indústrias, mas percebemos que o setor imobiliário, especialmente a locação, é muito específico. Então, trouxemos alguém especializado em auditoria e qualidade, o que deu origem ao nosso setor de gestão corporativa”, relata. Ele acrescenta que, no começo, os funcionários estavam receosos, mas hoje reconhecem a importância do novo setor: “Agora, eles nos dizem: ‘como trabalhamos tanto tempo sem esse setor?’”, conta.

Mensuração e eficácia dos dados

Uma das ferramentas implementadas pela Gonzaga Imóveis foi a adoção de tickets para os atendimentos. Desde o primeiro contato do cliente, é aberto um ticket que passa por diversos setores, eliminando a troca de e-mails internos. “Com os tickets, além do tempo de atendimento, consigo entender cada métrica. Se há um problema, temos um diagnóstico rápido”, comenta. A melhoria na satisfação dos clientes também é evidente: antes da reestruturação, a avaliação da empresa no Google Meu Negócio era 3.1; hoje está avaliada em 4.4.

Além disso, com a rápida tomada de decisões, baseada nos dados, a Gonzaga Imóveis conseguiu reduzir em 36% os custos operacionais do setor comercial. O sócio da empresa relata que, por exemplo, foi possível identificar que seria mais eficiente internalizar o pré-atendimento, que antes era terceirizado. Isso permitiu tornar as visitas mais eficazes. No setor de rescisões, o olhar cuidadoso, baseado na análise das informações, resultou em aumento de 30% no faturamento e na redução das reclamações.

Guilherme Gonzaga foi entrevistado no podcast Modo Avião, promovido pelo Imobi Report e pela CUPOLA. O episódio “Como a Gonzaga reduziu o custo operacional da imobiliária em 36%” está disponível no Spotify e no Youtube

Gonzaga também é um dos palestrantes confirmados para o CUPOLA Conference Aluguel, que acontece no dia 7 de agosto. Ele vai contar em detalhes como conseguiu conquistar esses bons resultados na palestra “Como o olhar para processos elevou o lucro da Gonzaga Imóveis em mais de 25%”. Não fique de fora. Garanta o seu ingresso agora.