fbpx

Imobiliárias

Bold Finance recebe aporte de R$ 5 milhões para acelerar adiantamento de aluguel

Ana Clara Tonocchi
Escrito por Ana Clara Tonocchi em 1 de julho de 2021
6 min de leitura
Bold Finance recebe aporte de R$ 5 milhões para acelerar adiantamento de aluguel
Toda semana, no seu e-mail.

Assine gratuitamente a principal newsletter do mercado imobiliário brasileiro.

A Bold Finance acaba de receber um aporte de R$ 5 milhões para continuar apoiando imobiliárias e locadores com o adiantamento de aluguel. O Imobi Report entrevistou André Oliveira, CEO da Bold Finance, para saber mais sobre o aporte, a história da empresa, o produto oferecido e como proptechs podem apoiar o mercado imobiliário mais tradicional.

André Oliveira, CEO da Bold Finance
André Oliveira, CEO da Bold Finance

IMOBI REPORT: Pode contar mais sobre o aporte recebido pela Bold Finance?

André Oliveira: Acabamos de concluir uma nova rodada de captação para reforçar o nosso caixa em R$ 5 milhões, com o objetivo de atender ao aumento de demanda da antecipação de aluguéis, que deve continuar se intensificando ao passo que o produto se torna cada vez mais conhecido pelas imobiliárias e pelos proprietários de imóveis alugados.

Esperamos que esses recursos sejam rapidamente alocados nos próximos meses e, pensando nisso, já deixamos as bases de novas captações previamente alinhadas com nossos investidores, de modo a garantir a disponibilidade imediata do produto para a nossa base de parceiros, absorvendo toda a demanda.

IMOBI: Voltando um pouco no início da startup, como foi fundada a Bold Finance?

André: Como a maioria das empresas, o insight surgiu de uma experiência pessoal. Quando saí da casa da minha mãe, fui alugar meu primeiro imóvel sozinho e tinha um dinheiro aplicado. Pensei “Vou oferecer para o proprietário em contrapartida por um desconto que seja maior do que minha aplicação financeira”. Na época, o dono aceitou a proposta, mas a imobiliária barrou a operação. Isso pois, na lei do inquilinato, é previsto como contravenção que o proprietário exija o aluguel antecipado do inquilino. Mas aí que está: muitas imobiliárias proíbem a prática, sendo que, sendo uma operação consensual, é possível. Eu pensei: “Se várias imobiliárias pensam assim, vou largar tudo que eu tô fazendo e criar uma empresa que faz isso, porque eu sei que o proprietário tem interesse.” Foi assim que surgiu a ideia. 

IMOBI: E como foi o desenvolvimento da ideia, até aqui?

André: Eu ainda fiquei mais um tempo na empresa que eu trabalhava, comecei a procurar algumas imobiliárias e perguntei se elas topavam fazer parceria comigo se eu criasse uma empresa pra fazer isso, juntei alguns investidores, e eles disseram “Topo!”, aí eu larguei tudo e criamos a Bold. Isso foi em 2017. Começamos a fazer parcerias, ainda em Belo Horizonte e em regime de exclusividade, com algumas imobiliárias. A partir de 2019 recebemos o primeiro investimento na empresa e começamos a buscar parcerias, com outras imobiliárias, Brasil afora. Logo depois da gente receber o investimento veio a pandemia, foi uma provação muito grande pra gente, porque do dia pra noite tivemos surto de pedido de renegociação, de desocupação e tudo mais. Passamos por isso, e saímos bem mais fortes, com a certeza de que o processo que a gente criou pára de pé. 

IMOBI: Como funciona  a antecipação de aluguel da Bold Finance?

André: Nós operamos B2B2C. No primeiro momento, firmamos a parceria com a imobiliária e damos o treinamento para equipe, um rápido onboarding, em que explicamos o produto e as funcionalidades. Depois começamos uma etapa de divulgação, tanto dentro da imobiliária, quanto para proprietários (novos e também os que já estão dentro da casa). Aí, o desafio é apresentar o produto para o proprietário, já que é um produto novo, que ele não conhece, não sabe que existia essa possibilidade, e o próprio mercado ainda está conhecendo. 

Nós oferecemos uma antecipação, não é um empréstimo. A primeira coisa que todo mundo vincula quando se fala de antecipação é antecipação de décimo terceiro, etc. Tudo isso que você tem no banco é um empréstimo, no nosso caso não é, nós estamos tirando o risco de inadimplência do proprietário. Nós acreditamos tanto no crédito que o compramos e, se tiver inadimplência, não cobramos o proprietário, cobramos o inquilino e as garantias locatícias.

IMOBI: Então não seria equivalente a um home equity da locação?

André: Exatamente, é outro produto. Outra grande diferença é que não pedimos o imóvel como garantia em caso de inadimplência. Então, não é um empréstimo, é uma compra, eu comprei o aluguel da pessoa. O termo certo jurídico é cessão de crédito. Nós assumimos o risco de inadimplência, caso não tenha o pagamento do aluguel previsto.

No nosso negócio, a maioria das operações fica entre mil e 35 mil reais. 

IMOBI: A finalidade do uso do cliente também é diferente?

André: Sim, nossa operação costuma atender soluções do dia a dia, utilidades, como trocar de carro, fazer reforma, viagem… Quando conhecem a nossa solução, os clientes começam a preferir fazer negócio conosco do que ir ao banco, principalmente por conta dos juros. Nós temos um custo muito mais competitivo. Ainda há uma questão de imposto, até esse montante de R$ 35 mil por mês, pela legislação do imposto de renda o cliente fica isento. É um benefício que está previsto na legislação e que ninguém de dentro desse mercado havia olhado. 

IMOBI: Quais são os benefícios para o proprietário?

André: O proprietário tem, ao longo da vida, várias situações que podem ocorrer em que ele pode querer ou precisar utilizar os recursos. E sempre é melhor optar pelo adiantamento do aluguel do que se endividar, recorrer ao banco, que vai cobrar caro, será burocrático. A principal vantagem, então, seria a liberdade e facilidade de fazer algo sem burocracia, rápido, ágil, e que, em pouco tempo, o recurso está na conta dele.

IMOBI: E pra imobiliária que oferta esse serviço?

André: Tem dois tipos de benefícios. O primeiro é que, quando uma imobiliária oferece esse recurso, ela aumenta o poder de captação de imóveis dela, pois é um produto que nem todas as imobiliárias têm e é um fator de diferenciação. O proprietário, muitas vezes, vai preferir ir pra uma imobiliária que disponibiliza essa solução pra ele.

O segundo aspecto é que a nossa solução aumenta muito a satisfação do proprietário, apesar de não serem todos que irão querer contratar a antecipação. Nós somos um facilitador da imobiliária e, à medida que os proprietários vão entendendo como o produto funciona, cada vez se sentem mais confortáveis em aderir e mais satisfeitos com a imobiliária deles, resultando na retenção do locador. Esse é nosso objetivo, fazer a imobiliária mais feliz através da satisfação dos proprietários de imóvel.

IMOBI: Então, o negócio de vocês possibilita que imobiliárias que não queiram usar do caixa para investir na antecipação de aluguel possam oferecer esse serviço?

André: Exato. Vale explicar que nós captamos recursos com investidores no mercado para poder disponibilizar para os proprietários de imóveis. Então uma imobiliária não precisa se comprometer, não precisa de um capital próprio alto, uma vez que as imobiliárias são empresas de serviço. A antecipação de aluguel do próprio caixa é um risco que não faz sentido para as imobiliárias, mas aí entra o nosso negócio – faz completamente sentido para nós.  Quando fazemos essa parceria todo mundo fica tranquilo. Conseguimos tornar a imobiliária altamente capitalizada, dando liquidez para seus proprietários, fazendo isso com recurso dos nossos investidores. E aí a imobiliária foca no seu core business. 

IMOBI: Por fim, quais os planos para esse ano? E para os próximos 5?

André: A base do nosso plano consiste em continuar investindo nas parcerias e no relacionamento com as imobiliárias, para que elas possam, cada vez mais, aumentar a captação, a satisfação e a retenção de clientes por meio de nosso produto.

Esperamos encerrar este ano de 2021 presentes em mais de uma centena de imobiliárias criteriosamente selecionadas para o nosso modelo de parceria. Nos anos seguintes planejamos replicar o modelo para milhares de imobiliárias espalhadas pelo Brasil, além de ampliar a nossa oferta de produtos financeiros.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x